Blog

Campus São José dos Campos inaugura Complexo João Sinohara  – IFSP

Bloco reúne laboratórios, salas de aula e espaços destinados à pesquisa aplicada 

O Campus São José dos Campos do IFSP inaugurou, na tarde desta sexta-feira (05), um novo bloco de salas, laboratórios e espaços para o desenvolvimento de projetos. O complexo recebeu o nome do primeiro professor aposentado do campus, João Sinohara, que se surpreendeu com a homenagem.  

Com investimento de R$ 1,8 milhão, o Complexo João Sinohara contempla uma sala de aula, um mini-auditório, uma sala para os técnicos de laboratórios, almoxarifado do curso de mecânica e eletro-eletrônica, laboratórios de solda/fornos, uma sala de informática, espaço para os projetos de aerodesign, duas salas para os grupos de pesquisa e extensão, laboratório de termo motores, laboratório de instalações elétricas e projetos elétricos, dois laboratórios de eletroeletrônica, laboratório de sistemas digitais e robótica, espaço de almoxarifado para as disciplinas de artes e educação física, e quatro salas de atendimento para que alunos e professores tenham espaço adequado para orientações. Além desses novos espaços, os laboratórios de metrologia e desenho foram reformados. 

Maria Eduarda Rodrigues, aluna do segundo ano do curso Técnico em Mecânica integrado ao ensino médio, aprovou a nova estrutura: “agora temos mais laboratórios para desenvolver pesquisa. Quando precisarmos fazer um protótipo, por exemplo, temos um lugar apropriado para praticar. Dessa forma, vou me sentir mais preparada para encarar o mercado de trabalho”, avaliou.  

Do total de R$ 1,8 milhão investidos, R$ 500 mil são provenientes de emenda de bancada e os demais R$ 1,3 milhão foram destinados pelo ex-deputado federal Eduardo Cury por meio de emenda parlamentar.  

O reitor Silmário Batista dos Santos exaltou a importância das verbas parlamentares ao lembrar que o IFSP vive, desde 2009, o pior cenário orçamentário.dos últimos 30 anos, data em que ingressou na Instituição. Segundo ele, em 2012 o IFSP possuía 20 mil alunos espalhados por 28 campi e orçamento de R$ 120 milhões contra os atuais R$ 85 milhões para custear 37 campi em funcionamento e outros quatro em implementação. Hoje, o Instituto Federal de São Paulo possui cerca de 80 mil estudantes matriculados em diferentes modalidades de ensino.  

“Mesmo com tantas dificuldades, entregamos os melhores resultados na educação. Com o auxílo dos parlamentares conseguimos recursos para a Insittuição não regredir”, afirmou o reitor ao destacar o apoio do ex-deputado Eduardo Cury para conquistar, pela primeira vez, em 2015, uma emenda de bancada.  

Silmário também parabenizou o diretor-geral do campus, Fernando Henrique Gomes de Souza, pela homenagem em vida ao professor João Sinohara. “Quando fui convidado para atuar na reitoria, Sinohara era pró-reitor de Pesquisa; naquela época ele já era muito admirado pelo trabalho desenvolvido”, afirmou.  

Da esquerda para a direita: Eduardo Cury, Fernando Henrique, João Sinohara e Silmário Batista

 

Fernando Henrique enumerou as importantes contribuições dadas por Sinohara, que, por sua vez, se surpreendeu com a presença da sua família no evento e, sobretudo, por ver seu nome no descerramento da placa de inauguração do Complexo João Sinohara. “Fico muito feliz com o reconhecimento dos colegas e com a trajetória que percorri dentro do IFSP. É  muito gratificante ter contribuído com a formação de pessoas de bem que ajudam o País a crescer”, declarou.  

Professor João Sinohara 

O professor titular da área de automação industrial do Campus São José dos Campos e pesquisador do IFSP foi o primeiro docente a se aposentar pela unidade. Dentro do IFSP, Sinohara atuou em diversos setores: foi pró-reitor de Pesquisa e Inovação, assessor Internacional, diretor de Pesquisa e Pós-Graduação, gerente de Pesquisa e Pós-Graduação do Campus São Paulo, professor responsável pela criação e coordenador do primeiro mestrado do IFSP, em Automação e Controle de Processos. Ministrou várias disciplinas nos cursos de Bacharelado em Engenharia, mestrado, especialização, técnicos e tecnólogos. 

No Campus São José dos Campos, desde o início do seu funcionamento, em 2013, João Sinohara participou do desenvolvimento de atividades estratégicas como a criação e coordenação do primeiro curso de engenharia (Engenharia de Controle e Automação, em 2016) e também do curso de Engenharia Mecânica. Foi coordenador de Pesquisa, Inovação e Pós-graduação e atuou na orientação e realização de projetos de pesquisa, além de ministrar diversas disciplinas. 

João Sinohara e famíliaDurante a solenidade, João Sinohara foi surpreendido com a presença da sua mãe, sua esposa, seu filho, sua nora e seu neto. A esposa Maria Aparecida contou que conheceu seu perfil de educador quando João foi trabalhar na mesma escola onde ela lecionava. “Eu sabia da importância do que ele fazia e, mesmo se dedicando muito ao trabalho, ele sempre foi um pai presente. Certamente eu contribui para o sucesso profissional dele, mas acredito que o mérito maior é da mãe dele”, apontou.  

Aos 90 anos, a mãe do professor Sinohara, Tocico Sinohara, revelou que, como não teve condições de estudar, fez todo o possível para que os filhos se dedicassem aos estudos. “A homenagem foi maravilhosa, esse meu filho me emociona muito”, finalizou.  

 

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *