Blog

Núcleo de Práticas Integrativas e Complementares à saúde recebe residentes de enfermagem

O Núcleo de Práticas Integrativas e Complementares à Saúde (NUPIC) Cinco Elementos, sediado no Parque Zoobotânico Arruda Câmara (Bica), promoveu, nesta quarta-feira (11), uma roda de conversa sobre Saúde Mental e práticas integrativas. Durante a manhã, a atividade aconteceu com a participação da equipe da Residência Multiprofissional em Saúde da Família de João Pessoa. Já à tarde, foi realizada para os acadêmicos de Enfermagem da Universidade Federal da Paraíba (UFPB).

O terapeuta do NUPICS, Evandro Batista de Almeida, justifica a importância dessa roda de conversa destacando que o SUS oferta, atualmente, 29 práticas integrativas e que nos cursos e residências em saúde há disciplinas optativas onde são abordados tais temas. “As PICS fazem parte das práticas denominadas pela Organização Mundial da Saúde de Medicinas Tradicionais, Complementares e Integrativas, e tais práticas são recursos terapêuticos que fortalecem o cuidado ofertado no SUS e ampliam a percepção da população para o sentido da autonomia e do autocuidado”, ressaltou.  

Carla Poliana Silva, enfermeira residente do Programa de Residência Multiprofissional de Saúde da Família e Comunidade, afirma que considera as práticas integrativas uma forma muito importante do cuidado e que é muito significativo ter em João Pessoa serviços que trabalhem com isso, que levem essas práticas para a população e as tornem acessíveis de fato. “Isso é extremamente importante e para a gente foi um momento muito rico estar aqui, conhecer e usar o serviço, porque somos profissionais, queremos construir um SUS melhor”, afirmou.  

Vaglânia Mendonça, professora da disciplina de Práticas Integrativas e complementares no SUS, destaca que os alunos de enfermagem têm poucas oportunidades para entrar em contato, viver e experimentar as práticas integrativas. “Estávamos aqui hoje com a turma de enfermagem da UFPB, do curso de graduação, e a gente está muito grata de conhecer o espaço, de ter sido super bem acolhidas e também pelo olhar dessa saúde, das práticas integrativas, que o terapeuta Evandro nos disponibilizou. Então, quero agradecer demais e também a direção da Bica. Essa ação sensível para a realidade deles foi o que nos ajudou a estar aqui hoje. Esperamos voltar nos próximos semestres”, enfatizou a professora.  

“As práticas integrativas não trabalham a patologia, mas o corpo, a alma e a mente”, concluiu Evandro Almeida.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *